iiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii80ANOS1937-2017I80YEARS1937-2017ii

Navegue 210 milhas pelo Mar do Norte ao longo das remotas Ilhas Frísias. Esta viagem parte do porto holandês da cidade de Ijmuiden, para três dias de navegação pelo Canal da Mancha, Mar do Norte e ao longo das remotas Ilhas Frísias, chegando a Bremerhaven para o início do Festival SAIL.

OrigemIjmuiden, Holanda Destino Bremerhaven, Alemanha

  • 16Ago

    -

    19Ago

  • 3Noites

  • 210Milhas náuticas

  • 360Preço p.p

Aprenda tudo sobre o SMM com a nossa tripulação
Participe na parada com mais 240 grandes e pequenas embarcações
map

Pontos altos da viagem

  • Aprender a operar o Santa Maria Manuela com os ensinamentos da nossa muito competente tripulação.
  • Experiência de participação em todas as tarefas da vida quotidiana a bordo.
  • Navegar 210 milhas pelo Mar do Norte ao longo das remotas Ilhas Frísias.
  • Participar na parada de grandes veleiros, lado a lado com 240 outras embarcações, entre grandes e pequenos veleiros, com entrada em Bremerhaven, assinalando o início da edição de 2020 do Festival SAIL de Bremerhaven.

NOTA: As excursões fora do navio não estão incluídas no preço e terão de ser organizadas de forma independente.

Descrição da viagem

Esta viagem parte do porto holandês da cidade de Ijmuiden, para três dias de navegação pelo Canal da Mancha, Mar do Norte e ao longo das remotas Ilhas Frísias, chegando a Bremerhaven para o início do Festival SAIL.

Reservámos bastante tempo para podermos, caso o vento seja favorável, velejar durante todo o percurso, havendo a possibilidade de fazer uma paragem pelo caminho. Não seguiremos um itinerário predefinido, o que permitirá ao comandante encontrar o melhor ancoradouro ou porto, em função do vento do estado do mar.

Não há nada que a nossa tripulação goste mais do que partilhar os conhecimentos de navegação deste histórico navio com os nossos convidados, e as aulas de nós de marinheiro são uma das estimulantes maneiras de ganhar novas competências, ao mesmo tempo que aproveita para partilhar histórias de mar com os seus companheiros de viagem. Se as condições do tempo o permitirem, poderá subir aos mastros ou relaxar na rede do gurupés. Para terminar os dias em grande, nada como tomar uma bebida no convés ao pôr-do-sol.

No último dia, juntar-nos-emos aos restantes 240 veleiros participantes, e navegarmos até ao recinto do Festival SAIL de Bremerhaven, terminando assim esta viagem de forma espetacular.

A sua experiência de Santa Maria Manuela

Lançado à água em 1937, e depois de várias décadas a representar Portugal na pesca do bacalhau na Gronelândia e na Terra Nova, o Santa Maria Manuela, hoje inteiramente renovado, é um veleiro com condições extraordinárias para o treino de mar, férias entre ilhas, expedições de mergulho, além das experiências de treino de navegação incluídas na regatas Tall Ships Races e em outros festivais de veleiros.


Para muitas das pessoas que entram a bordo do Santa Maria Manuela, esta é a primeira vez em que viajam de navio. Por isso, a nossa tripulação está sempre por perto, de modo a garantir que a experiência é simultaneamente compensadora e divertida. Os passageiros são convidados a envolverem-se em todos os aspetos da navegação, desde manusear o leme, manobrar as velas, ou fazer parte dos quartos de vigia noturnos. Todas estas atividades são, naturalmente, voluntárias.


Além da navegação propriamente dita, cada viagem pode incluir um conjunto de atividades. Sempre que as condições meteorológicas e o itinerário o permitam, o navio dispõe de equipamento de pesca, caiaques, canoas e dois barcos a motor com capacidade para 12 pessoas, prontos para quem tenha mente aventureira. Os fins de tarde são passados em boa companhia, partilhando-se as histórias das aventuras do dia à volta do bar, ou em descontração com um bom livro, a jogar jogos de tabuleiro ou a ver filmes no Salão Terra Nova.


As cabinas são simples mas confortáveis; todas dispõem de casa de banho privada com duche. Mediante pagamento, pode aceder à rede WIFI, que funciona através do sistema de satélite do navio.


O Salão Terra Nova disponibiliza 40 lugares para refeições, com cadeiras almofadadas adequadas para descansar ou para reuniões de negócios. O bar do convés e o do interior ajudam a criar um ambiente descontraído.


A comida é um elemento-chave da "experiência Santa Maria Manuela", e o nosso cozinheiro prepara uma grande variedade de pratos tradicionais da cozinha portuguesa e internacional.


Em viagens de vela ou de mergulho, nunca pronunciamos a palavra "itinerário", uma vez que o nosso comandante estará sempre em busca das melhores localizações, consoante as previsões meteorológicas, bem como dos ancoradouros e portos mais idílicos e abrigados. Para o comandante, é fundamental atingir os pontos altos da viagem, ainda que tenhamos de respeitar a mãe natureza, e nunca a contrariar. As viagens acima descritas baseiam-se naquilo que acreditamos ser possível alcançar, tendo em conta as nossas viagens e experiências do passado, mas nada está garantido.


O navio pode ser reservado para férias individuais ou em grupo, fretado por inteiro, usado em encontros empresariais, eventos, lançamentos de novos produtos, e como cenário para filmes.


A tripulação do Santa Maria Manuela gostaria de lhe dar as boas-vindas em 2020.


EXPERIÊNCIA DE NAVEGAÇÃO

Não é necessária experiência anterior para navegar a bordo do Santa Maria Manuela. A nossa tripulação irá convidá-lo a envolver-se em todas as etapas da vida no navio, e está sempre disponível para, caso lhe interesse, o ensinar sobre o navio e a navegação. A participação é, naturalmente, voluntária.


APTIDÃO FÍSICA

Pessoas de todas as idades e níveis de destreza são bem-vindas para navegar connosco a bordo do Santa Maria Manuela. De modo a garantir que todos tiram o melhor partido de navegar connosco, é necessário que os passageiros sejam independentes em termos de mobilidade. Para avaliar se tem a mobilidade necessária, basta saber se consegue subir até ao topo de uma escada sem necessitar de ajuda.


O QUE ESTÁ INCLUÍDO NO PREÇO DAS VIAGENS:

  • Todas as refeições a bordo do Santa Maria Manuela – incluindo pequeno-almoço, almoço e jantar.
  • Uma cama numa cabina partilhada. Para reservar uma cabina para duas pessoas, acresce o valor de 50% sobre o preço original.
  • Bebidas ao longo do dia.
  • Equipamento de segurança.
  • Acomodação em cabina dupla com casa de banho privada em suíte.
  • Toda a aprendizagem a bordo com uma tripulação altamente qualificada.
  • Seguro de responsabilidade civil.


O QUE NÃO ESTÁ INCLUÍDO:

  • Viagens de e para o navio.
  • Seguro de viagem pessoal.
  • Bebidas alcoólicas e refrigerantes no bar (terá uma conta aberta no bar durante a sua viagem, a qual poderá pagar no final, em dinheiro ou cartão, antes do desembarque).
  • Quaisquer excursões ou refeições feitas em terra.
  • Custos dos vistos de entrada nos vários países

O QUE PÔR NA MALA

Segue-se uma lista de itens que recomendamos que traga consigo.

  • Gorro e luvas.
  • Roupa para tempo de chuva. Casaco corta-vento e à prova de água.
  • Roupa – a suficiente para todas as circunstâncias meteorológicas e para navegar à noite.
  • Sapatilhas com sola mole ou sapatos de vela.
  • Fato de banho.
  • Produtos de higiene e limpeza.
  • Protetor solar.
  • Óculos de sol.
  • Comprimidos para o enjoo.
  • Medicação pessoal.
  • Livro.
  • Câmara fotográfica.
  • Passaporte com pelo menos seis meses de validade.


PASSAPORTES E VISTOS

Se a sua viagem incluir navegação em águas estrangeiras, vai precisar de um passaporte que esteja válido pelo menos até seis meses depois da data de fim da viagem. A obtenção dos vistos é da sua responsabilidade.


SEGUROS

Recomendamos que todos os que viajam connosco se protejam com um bom seguro de viagem.

Temos seguro de responsabilidade civil que cobre tudo o que possa acontecer a bordo do Santa Maria Manuela.


FORMULÁRIO DE RESERVA

Por favor preencha o formulário de reserva de forma completa. Não só isso nos permite contactá-lo com eficácia, como também nos dá informação sobre eventuais necessidades ou solicitações específicas para a sua viagem.


PARA MAIS INFORMAÇÕES

Se tiver alguma dúvida, envie email para info@santamariamanuela.pt ou ligue para:

Portugal +351 9380 41284

Internacional +351 9380 40843

Condições Gerais

Artigo 1. - Definições

Definições usadas nestas Condições Gerais:

  • a. Transportadora: Recheio Cash and Carry S.A.
  • b. Cliente: pessoa singular ou coletiva que celebra com a transportadora um ou vários contratos, abrangidos pelas presentes Condições Gerais.
  • c. Contrato: todos os contratos assinados entre a transportadora e o cliente ao abrigo destas Condições Gerais.
  • d. Convidado: terceiros cuja entrada no navio seja autorizada pela transportadora nos termos do contrato assinado com o cliente.
  • e. Viagem de navio: a totalidade do cruzeiro, incluindo estadia a bordo durante o período especificado no contrato.
  • f. Bagagem: bagagem fácil de transportar pelo cliente e/ou convidado; malas, sacos de viagem e/ou mochilas.
  • g. Navio: o navio identificado no contrato.
  • h. Preço: o preço referido como tal no contrato.

Artigo 2. - Âmbito de aplicação

2.1. Estas Condições Gerais aplicam-se, salvo acordo expresso em contrário, celebrado por escrito, a todos os contratos, incluindo todas as ofertas efetuadas ao abrigo deste contrato, celebrados entre a transportadora e o cliente e relativas ao transporte e/ou serviços de catering e demais serviços relacionados.

2.2. Estas Condições aplicam-se também aos convidados. O cliente assume a responsabilidade pelos seus convidados e indemniza a transportadora por todos os danos causados pelos mesmos.

2.3. As presentes Condições encontram-se ridigidas em língua portuguesa e traduzidas para inglês. Em caso de eventuais divergências entre a versão original e a tradução, prevalece o texto em português.

Artigo 3. - Oferta / adjudicação

3.1. Todas as ofertas da transportadora, incluindo ofertas em brochuras, anúncios e sítios na internet são opcionais e podem ser canceladas pela transportadora. Tal cancelamento, a ocorrer, será comunicado ao cliente o mais rapidamente possível.

3.2. A oferta menciona:

  • a. o montante total da viagem e a respetiva percentagem a pagar antecipadamente;
  • b. o modo de pagamento;
  • c. o número máximo de convidados por navio;
  • d. o local, data e hora de embarque e desembarque;

As presentes Condições Gerais fazem parte integrante da primeira oferta.

Artigo 4. - O contrato

4.1. O contrato é celebrado, salvo em caso de cancelamento referido no artigo 3.1, após a aceitação da oferta por parte do cliente. A transportadora envia uma confirmação por escrito ou por via eletrónica ao cliente, após o estabelecimento do acordo.

4.2. O cliente fornece à transportadora previamente ou, o mais tardar antes da partida, todas as informações sobre si e os convidados registados.

Artigo 5. - Cancelamento

5.1. Em caso de cancelamento do contrato, o cliente deve informar a transportadora o mais rapidamente possível, por carta. A data válida para o cancelamento do contrato é a data da receção da referida carta por parte da transportadora.

5.2. O cancelamento do contrato por parte do cliente obriga ao pagamento de um montante fixo à transportadora, nos seguintes termos:

Compensação - navio:

  • 15% em caso de cancelamento até 6 meses antes da partida;
  • 20% em caso de cancelamento até 5 meses antes da partida;
  • 30% em caso de cancelamento 4 meses antes da partida;
  • 40% em caso de cancelamento 3 meses antes da partida;
  • 50% em caso de cancelamento 2 meses antes da partida;
  • 75% em caso de cancelamento 1 meses antes da partida;
  • 90% em caso de cancelamento 1 dia antes da partida;
  • 100% em caso de cancelamento no dia da partida.

Compensação - catering e outros serviços:

  • 15% em caso de cancelamento 2 meses antes da partida;
  • 25% em caso de cancelamento 1 mês antes da partida;
  • 50% em caso de cancelamento 2 semanas antes da partida;
  • 75% em caso de cancelamento 1 semana antes da partida;
  • 95% em caso de cancelamento 1 dia antes da partida;
  • 100% em caso de cancelamento no dia da partida.

Sempre que os prejuízos incorridos pela transportadora, em virtude do cancelamento, ultrapassem 15% dos montantes fixos acima referidos, a transportadora será ressarcida pelo cliente que deverá pagar tais montantes adicionais.

Artigo 6. - Suspensão e cancelamento

6.1. Em caso de incumprimento das obrigações, tal como disposto no contrato, por qualquer uma das partes, a outra parte tem o direito de suspender o cumprimento das suas obrigações, exceto nos casos em que aquele incumprimento não justifique a sua suspensão por questões de natureza especial ou de somenos importância.

6.2. O incumprimento das obrigações por uma das partes, tal como disposto neste contrato, confere à outra parte o direito de cancelar o respetivo compromisso, salvo nos casos em que esse incumprimento não justifique o seu cancelmento por questões de natureza especial ou de somenos importância.

6.3. A transportadora reserva-se o direito de pôr termo, a qualquer momento, ao contrato com efeitos imediatos em caso de:

  • - Falência, insolvência, instauração de processo especial de revitalização ou nomeação de administração judicial;
  • - Se o cliente não cumprir as suas obrigações no prazo de 5 dias úteis após notificação por escrito para o efeito.
  • - Se ocorrer situação semelhante à referida no Artigo 11 parágrafo 2, 3 e 4 abaixo.
  • - Se o navio não estiver disponível por circunstâncias imprevisíveis e se, apesar de envidados os devidos esforços pela transportadora, não for possível disponibilizar um navio semelhante.

6.4. O cancelamento ou a suspensão devem ser comunicados por escrito, por uma parte à outra, especificando as respectivas razões. O contrato é considerado resolvido extrajudicialmente após a receção da carta de cancelamento pelo cliente.

6.5. Se a causa da suspensão ou cancelamento for da responsabilidade do cliente, os danos daí resultantes serão suportados pelo cliente.

Artigo 7. - Preço e alterações de preço

7.1. Salvo acordo em contrário, o preço não inclui despesas portuárias, despesas com pontes ou eclusas, taxas e outras despesas semelhantes, as quais são suportados pelo cliente que se encontre a bordo do navio.

7.2. O preço indicado está sujeito a alterações resultantes do aumento imprevisto de encargos governamentais, impostos ou sobretaxas sobre combustíveis, sempre que as mesmas ocorram após a assinatura do contrato.

7.3. Se, em virtude do aumento de preços, como referido no parágrafo anterior, o preço acordado tiver uma aumento superior a 15%, o cliente tem o direito de cancelar ou desistir do contrato.

Artigo 8. - Pagamento

8.1. O pagamento será feito por transferência bancária para a conta indicada pelo transportador. A data constante no extrato bancário da transportadora é considerada como a data de pagamento.

Artigo 9. - Pagamento fora do prazo

9.1. O cliente entra em incumprimento após expirada a data de pagamento acordada. Em tal caso, a transportadora envia uma notificação ao cliente concedendo-lhe o prazo de cinco dias úteis após a recepção da notificação para efectuar o pagamento.

9.2. O não pagamento do montante em dívida após expirado o prazo estipulado na notificação de pagamento confere à transportadora o direito de cobrar juros calculados a partir da data de vencimento, à taxa legal em vigor, acrescida de 3% por ano sobre o montante em dívida.

9.3. Se o cliente continuar sem pagar o montante em dívida após notificação nesse sentido, a transportadora tem o direito de fazer acrescer ao montante em dívida despesas de cobrança, as quais incluem os custos judiciais e extrajudiciais.

Os custos extrajudiciais ascendem a :

  • 15% sobre os primeiros 2.500.00 euros do valor em dívida, no mínimo de 40 euros;
  • 10% sobre os seguinte 2,500.00 euros do valor em dívida;
  • 5% sobre os seguintes 5.000.00 do valor da dívida;
  • 1% sobre os seguintes 15.000.00 do montante em dívida, salvo se o valor gasto pela transportadora for inferior a tais montantes.

9.4. Todas as reclamações relativas à faturação deverão ser feitas por escrito, claramente definidas e documentadas, e enviadas prontamente para a transportadora, após receção da fatura.

Artigo 10. - Obrigações da transportadora

10.1. A transportadora realiza o cruzeiro de acordo com as suas melhores práticas e regras de eficiência.

10.2. A transportadora certifica-se de que o navio e a tripulação cumprem os requisitos legais do país da bandeira de registo do navio.

10.3. O percurso será definido mediante consulta do cliente, salvo se o mesmo tiver sido fixado previamente pela transportadora e/ou pelo capitão do navio.

10.4. A transportadora e/ou o capitão do navio podem alterar o cruzeiro por questões de navegação.

Consideram-se questões de navegação, entre outros, todos os aspetos relacionados com as condições meteorológicas e de mar, bloqueio de vias marítimas, estado da embarcação, força maior, greves e salvação de vidas e bens no mar.
Estes motivos, podem incluir também a alteração do local de partida e/ou de chegada e/ou a decisão de não levantar âncora.

10.5. Nos casos referidos no parágrafo anterior, a transportadora e/ou o capitão do navio tentam sempre encontrar, em conjunto com o cliente, uma solução alternativa. Todos os custos adicionais, desde que razoáveis, serão suportados pelo cliente.

Artigo 11 - Obrigações do cliente (e convidados)

11.1. O cliente e os seus convidados deverão possuir a sua documentação pessoal devidamente organizada e actualizada, declinado a transportadora qualquer responsabilidade pela omissão de tais deveres.

11.2. Os menores de idade que viajem conjuntamente com os pais ou autorizados por estes com outros adultos são obrigados a ser detentores de documento de identificação próprio.

11.3. O cliente tem que entregar o navio, no final do cruzeiro, nas mesmas condições em que o encontrou quando embarcou, salvo acordo em contrário.

11.4. O cliente e os seus convidados devem manter a bordo, durante a duração do cruzeiro, comportamentos adequados relativamente à tripulação e demais pessoas a bordo.

11.5. As instruções dadas pela transportadora e/ou pelo capitão do navio e/ou tripulação devem ser rigorosamente seguidas por razões de ordem e segurança da embarcação.

11.6. Se, na opinião da transportadora e/ou do capitão, o cliente não cumprir o disposto nos parágrafos 2 e 3 acima, a transportadora e/ou o capitão do navio podem/pode resolver o contrato imediatamente e/ou negar o acesso do cliente ou e/ou dos seus convidados ao navio, exceto se esse incumprimento não justificar a resolução do contrato por questões de natureza especial ou de somenos importância.

11.7. O cliente e os convidados não estão autorizados a transportar outros bens a bordo para além da bagagem referida acima, salvo autorização prévia nesse sentido por parte da transportadora e/ou do capitão do navio.

11.8. O cliente e os convidados não podem transportar animais domésticos a bordo, salvo autorização prévia por parte da transportadora e/ou do capitão do navio.

11.9. O cliente e os convidados não podem trazer para bordo ou estar na posse de materiais ou objetos que possam pôr em risco a saúde, bem-estar e/ou segurança de terceiros, tais como substâncias perigosas, explosivos, substâncias radioativas e/ou tóxicas, contrabando, armas, munições e droga.

11.10. O cliente tem que entregar ao capitão do navio uma lista com o nome dos convidados, o mais tardar no dia da respectiva chegada.

Artigo 12. - Força Maior

12.1. Força Maior são circunstâncias imprevisíveis que podem conduzir a atrasos ou impossibilidade de execução do contrato, sempre que estas circunstâncias não possam ser evitadas pela transportadora, por questões legais, contratuais ou sociais.

12.2. Força Maior inclui danos no navio que fazem com que o navio não esteja em condições para o efeito, danos estes ocorridos por circunstâncias que a transportadora não podia antecipar ou prevenir.

12.3. O termo do contrato por motivos de força maior confere à transportadora o direito a ser ressarcida por despesas incorridas antes da ocorrência desse motivo de força maior que conduziu ao cancelamento do contrato e desde que o cliente beneficie dos serviços prestados.

Artigo 13. – Impossibilidade de cumprimento

13.1. Se previamente ao início da viagem e por factos não imputáveis à transportadora esta vier a ficar impossibilitada de cumprir o programa de viagem, o cliente terá o direito de desistir da viagem e pôr termo ao contrato, sendo reembolsado de todas as quantias pagas ou, em alternativa, aceitar uma alteração e eventual variação de preço, caso estas alternativas vierem a ser apresentadas pela transportadora.

13.2. Se os factos não imputáveis à transportadora vierem a determinar o cancelamento da viagem, poderá o cliente ainda optar por participar numa outra viagem organizada de preço equivalente, mediante proposta da transportadora.

13.3. Se a viagem organizada proposta em substituição for de preço inferior, será o cliente reembolsado da respetiva diferença.

Artigo 14. – Responsabilidade da transportadora

14.1. A transportadora não assume responsabilidade por danos resultantes da morte ou ferimento e/ou por danos materiais que sejam provocados por circunstâncias cujas consequências qualquer transportadora diligente não teria podido evitar.

14.2. A compensação eventualmente a pagar, em virtude da impossibilidade de cumprimento das suas obrigações, tal como previsto no Artigo 10. acima está limitada ao preço acordado pelo aluguer do navio.

14.3. Se a transportadora provar que a falta ou negligência do cliente e/ou convidado provocou ou contribuiu para os danos, a responsabilidade da transportadora será assim afastada completa ou parcialmente.

14.4. A transportadora não é responsável por danos causados por atrasos, motivados por razões meteorológicas, ao tempo do início e/ou fim do cruzeiro ou pela disponibilização de um navio de substituição em razão de circunstâncias imprevistas.

Artigo 15. - Responsabilidade do cliente (e dos convidados)

O cliente é responsável pelos danos causados por si ou pelos seus convidados a bordo do navio, exceto nos casos em que os danos são imputáveis a atos ou omissões da transportadora.

Artigo 16. - Reclamações

16.1. Reclamações relacionadas com a execução do contrato devem ser apresentadas, de forma clara, à transportadora e/ou ao capitão do navio imediatamente após a ocorrência dos factos em causa.

16.2. Todas as reclamações sobre faturas devem ser apresentadas, por escrito, no prazo máximo de 10 dias após a receção da fatura.

Artigo 17. - Litígios

Todos os litígios relativos a este contrato regem-se pela lei portuguesa, sendo competente em exclusivo o Tribunal Marítimo de Lisboa.

Este site utiliza cookies e outras tecnologias de rastreamento para ajudar na navegação e na nossa capacidade de fornecer feedback, analisar o uso do nosso site, ajudar a fornecer informações promocionais sobre nossos serviços e produtos e fornecer conteúdo a terceiros Verifique a Política de Cookies.